Esfoliação: como preparar a sua pele para o verão

O verão está chegando e, com ele, é preciso investir no cuidado com a pele para que ela fique bonita na estação mais quente do ano. A esfoliação é um ótimo recurso para remover as células mortas e impurezas. A dermatologista Alessandra Haddad indica o procedimento uma vez por semana. “Mas é preciso levar em consideração o tipo de pele, o produto e a agressividade com que ela é realizada”, destaca.

A médica garante que não há problemas em esfoliar a pele bronzeada. Entretanto, ressalta a importância de fazê-lo com cautela. Na opinião da esteticista Márcia Pinto Ferreira, coordenadora de estética do Spa Posse do Corpo, o intervalo do tratamento em peles já expostas ao sol dever ser de 15 e 30 dias.

A dermatologista não recomenda esfoliação para peles secas. “Os esfoliantes são indicados para peles oleosas. São ainda uma ótima arma para ajudar as peles com acne”.

Evite o excesso
As profissionais são taxativas quando o assunto é o excesso de esfoliação. Segundo a dermatologista, a conseqüência pode ser o desequilíbrio no ph. “Isso causa o afinamento excessivo e leva a sensibilidade cutânea”, pondera. Já a esteticista chama atenção para uma reação contrária, conhecida como “efeito rebote”, que pode produzir ainda mais oleosidade nas peles com tendência a acne.

Esfoliantes faciais e corporais
Há diferença entre os esfoliantes faciais e os corporais. Para Alessandra, a principal está no tamanho e uniformidade dos grânulos.  “Na face devem ser usados grânulos menores e bem uniformes. Já no corpo, podem ser maiores”, explica. Apesar de agir de maneira superficial, é importante usar um produto recomendado por profissionais.

A forma correta de utilizá-lo
O procedimento é simples. Basta aplicar pequenas quantidades do produto na região a ser esfoliada e contar entre cinco e dez movimentos circulares. As áreas de maior sensibilidade são os cantos dos lábios e a região dos olhos. “A região da órbita não deve ser esfoliada”, adverte a dermatologista. Depois da esfoliação, passe um tônico e o hidratante de rotina.

Márcia ensina truques: “massageie o rosto de dentro para fora e de cima para baixo na região do nariz, o sentido da drenagem linfática do rosto”. Enxágüe primeiro com água morna e depois lave com água fria. “Isso ajuda a retrair os poros e ativar a circulação”. E não deixe resíduos. “Tem que enxaguar direito. Isso leva mais tempo do que a esfoliação em si”, diz.

Esfoliantes caseiros
Os esfoliantes caseiros devem ser feitos com cautela. Márcia explica que o mais comum é feito com suco de limão e açúcar. Mas adverte: é preciso ter cuidado, pois pode manchar a pele. “O ideal mesmo é usar um esfoliante recomendado por um profissional”, diz a esteticista. Caso faça o esfoliante em casa com produtos naturais, não misture com cosméticos artificiais, alerta Alessandra.

Dermatologista ensina a reduzir o estrago provocado pelo excesso de sol no verão

Na pressa para garantir a cor do verão, você passou o dia na praia ou na piscina, sem proteção suficiente. Resultado: em vez de um bronzeado saudável, conseguiu ficar com a pele muito vermelha e o corpo todo ardido. Segundo a dermatologista Renata Boechat, a melhor forma de reduzir o estrago é investir na hidratação. “Produtos pós-sol feitos com camomila ou aloe vera ajudam a diminuir a sensação de ardência”, diz ela.

Proteger rosto e corpo é tarefa mais do que obrigatória para quem abusou do sol. Como a pele vai escamar de qualquer jeito, a profissional explica que todo cuidado é pouco. “A pele nova é mais sensível do que a anterior. É preciso usar filtro solar para não correr risco de formar bolhas, queimaduras ou manchas, além de passar um bom hidratante”, afirma Renata.

Manter o organismo hidratado também ajuda a combater o ressecamento cutâneo provocado pelo sol. Para isso, beber grandes quantidades de líquido é fundamental. “Vale investir em água, sucos naturais e água de coco”, ensina a dermatologista.

Outro ponto importante destacado por Renata é a esfoliação, que deve ser feita normalmente até cinco dias antes da exposição solar, ou de forma bem leve quando a pele começar a descascar, a fim de retirar as camadas mortas. “Uma esfoliação correta contribui para evitar a formação de manchas na pele”, garante ela.

Mas, como já diria a sabedoria popular, a prevenção é o melhor remédio. Apostar em um bronzeamento gradual é a melhor maneira de preservar a saúde da pele, evitando problemas como envelhecimento precoce e doenças como câncer. “Quem passa a maior parte do ano longe da praia não deve tentar tirar o atraso em um dia só”, aconselha Renata. “Diferentemente do que muita gente pensa, o filtro solar não impede que a pele fique morena, só retarda a vermelhidão e protege contra a ação nociva dos raios ultravioleta”, complementa.

Conheça 5 novos tratamentos para combater a gordura localizada

O verão está chegando e com ele a busca por um corpo esbelto e livre das gordurinhas localizadas fica mais acelerada. Como nem sempre dá tempo de chegar ao resultado esperado apenas com a academia, os tratamentos estéticos e a tecnologia estão aí para dar aquela ajuda extra na hora de ficar bonita para os dias de sol. Pensando nisso, o GNT separou algumas novidades que estão fazendo lotar as clínicas de estética nesta época do ano.

Confira abaixo.
  • 1
    Ultrashape

    Aparelho de ultrassom focal de alta potência que rompe as células adiposas e reduz as áreas de gordura localizada. O tratamento não dói e não é invasivo. “O Ultrashape é indicado para quem está no peso ideal, mas mesmo seguindo uma dieta balanceada e exercícios regularmente, não conseguem diminuir algumas áreas com depósito de gordura, como abdômen, flancos e coxas”, explica a dermatologista Silvana Brazão, da clínica de estética Beaux, que oferece o tratamento no Rio de Janeiro.

  • 2
    Smoothshapes
    Tecnologia que trata gordura subcutânea e celulite através da combinação dinâmica da energia da luz e do laser, com massagem suave à vácuo para estimular a atividade natural das células. O procedimento permite ainda que o colágeno (proteína que dá firmeza à pele) seja remodelado e também faz retrair as células de gordura.
  • 3
    Tripollar

    Tratamento de radiofrequência que aquece simultaneamente as camadas adiposas superficiais e profundas da pele de forma homogênea. O aquecimento aumenta o metabolismo natural da gordura e a eliminação dos ácidos graxos para fora das células. É indicado para remodelação dos contornos corporal e facial, além de suavizar a aparência de celulites e estrias.

  • 4
    Accent
    Mais um tratamento de radiofrequência que, neste caso, emite calor diretamente nas camadas profundas da pele, promovendo o aumento da produção de colágeno, proporcionando mais firmeza e deixando a pele lisa, sem o aspecto de “casca de laranja”. O método é indolor e traz resultados bem satisfatórios.
  • 5
    Terapias combinadas
    Técnica concilia Manthus (ultrassom que quebra os nódulos de celulite), corrente russa (carga elétrica que provoca contração do músculo e combate a flacidez), massagem redutora (tratamento manual que quebra os nódulos de gordura e modela o corpo) e drenagem linfática (para eliminar líquidos e toxinas). “Para este tipo de tratamento, é necessário que a paciente passe por uma avaliação para que a especialista possa montar um protocolo individualizado, explica a esteticista Marcia Mascarenhas, da clínica Harmonya.

Beleza inteligente e saudável

Em geral, são necessário de três a dez sessões para que as técnicas dêem bons resultados. É importante ressaltar que nenhum tratamento estético substitui uma dieta equilibrada e atividades físicas regulares. Portanto, a dica dos especialistas é não substituir uma coisa pela outra e assumir de uma vez por todas que beleza também é saúde.

Outra dica importante para quem vai encarar os tratamentos estéticos é sempre verificar se os aparelhos têm o registro da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para funcionar no Brasil. Conhecer a opinião de seu médico ou dermatologista também traz mais segurança ao tratamento.

Brasileiras têm dado preferência a plástica não invasiva

 

Cirurgiões plásticos fazem hoje mais procedimentos não invasivos, como aplicações de Botox, colágeno e ácido hialurônico, que cirurgias estéticas propriamente ditas. No Brasil, foram realizadas 1,05 milhão de cirurgias plásticas em 2009. No mesmo período, os procedimentos cosméticos não cirúrgicos realizados por cirurgiões plásticos somaram 1,42 milhão.

Os dados são de uma pesquisa realizada pela Sociedade Internacional de Cirurgia Plástica Estética (Isaps, na sigla em inglês) com cirurgiões plásticos credenciados pelas sociedades de cirurgia plástica de seus países. O levantamento aponta que o Brasil é o terceiro país em número de cirurgias plásticas realizadas no mundo, atrás somente de Estados Unidos (1,3 milhão) e China (1,2 milhão).

A organização informa que não existem pesquisas anteriores para comparar os dados entre procedimentos estéticos e cirurgias, mas considera que houve “mudança dramática de cenário”. “Essa tendência é mundial e vem de alguns anos. O cirurgião plástico identificou um novo nicho, que antes era ocupado apenas por dermatologistas”, afirmou o cirurgião João Carlos Sampaio Góes, ex-presidente da Isaps e supervisor da pesquisa no Brasil.

Sampaio Góes aponta ainda outros fatores para a proliferação de procedimentos estéticos: baixo custo em relação às cirurgias e seu uso por pacientes jovens, que não precisam de grandes intervenções.

O cirurgião Wagner de Moraes confirma que tem feito mais procedimentos estéticos. “Há uma cobrança muito grande por juventude e beleza. As pessoas procuram tratamentos cada vez mais cedo. Mas a plástica ainda responde pela maior parte do faturamento da clínica.”

O presidente da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, Sebastião Guerra, diz acreditar que o número de cirurgiões que fazem procedimentos estéticos ainda seja pequeno. “São poucos cirurgiões, mas fazem muitos procedimentos. Por isso acaba dando a diferença.” Ele também afirma que o número de plásticas pode ter sido “superestimado” pela Isaps. No último levantamento da SBCP, de 2009, a estimativa era de 629 mil cirurgias estéticas anuais no País.

(Com Agência Estado)

Saiba como evitar o problema retenção de líquidos

A retenção de líquidos pode surgir em qualquer fase da vida, mas algumas mulheres costumam sentir o peso e inchaço característicos do problema todos os meses, durante o período menstrual. De acordo com o endocrinologista Alfredo Cury, “a mulher pode ganhar até dois quilos durante a menstruação, devido a retenção hídrica. Abdômen, pés, mãos e face ficam inchados, resultando no aumento de peso”.

O médico explica que, em geral, o inchaço desaparece sozinho, mas se o problema for persistente é preciso procurar um médico. “É preciso estar atenta por que o edema, ou inchaço, também pode ser o sintoma de complicações de saúde, como problemas renais e circulatórios”. Confira o que pode causar a retenção de líquidos e como evitá-la:

Causam retenção de líquidos
. Oscilação hormonal
. Calor excessivo
. Sedentarismo
. Excesso de peso
. Baixa ingestão de líquidos
. Período pós-parto, pós-operatório e menstrual
. Alimentação: “Em excesso, embutidos, azeitonas e sal podem promover a retenção hídrica”, explica o endocrinologista Alfredo Cury

Amenizam a retenção de líquidos
. Chás: “Os chás são diuréticos naturais e podem ajudar a amenizar os sintomas da retenção de líquidos. Gestantes devem consultar o médico, já que algumas ervas têm potencial abortivo”, orienta a ginecologista Viviane Monteiro

. Água, água de coco e sucos naturais: Segundo o endocrinologista Alfredo Cury, “a ingestão inadequada de líquidos pode aumentar os riscos de formação de cálculos e retenção de substâncias que são eliminadas naturalmente pela via renal”

. Drenagem linfática: “A drenagem linfática é uma massagem que estimula manualmente o sistema linfático, ajuda a drenar o líquido retido e diminuindo os edemas”, explica a ginecologista Viviane Monteiro

. Atividades físicas: a ginecologista Viviane Monteiro recomenda a prática regular de atividades físicas para a eliminar o líquido retido

Conheça os benefícios da drenagem linfática

Entenda o processo

Mulher tem mania de achar que para ficar mais bonita precisa sofrer: injeção, bisturi, choque. Mas saiba que com uma massagem gostosa e relaxante é possível diminuir a retenção de líquidos do corpo e eliminar toxinas.

O que é: Um tipo de massagem que drena líquidos acumulados nos membros inferiores, principalmente das pernas. Esses líquidos contribuem para o aumento da celulite e do inchaço.
Como é: As manobras são suaves, delicadas, gostosas até. Gânglios localizados na virilha, axilas e pernas são bombeados para que as toxinas e a água acumulada saiam com facilidade.

Para que serve: Alivia o peso de pernas e pés e trata e previne aquele aspecto ondulado da celulite. Também é utilizada para combater o inchaço que rola depois de uma cirurgia plástica.

Número de sessões: No início, costuma-se sugerir duas vezes por semana. Mas, se puder, vale adotar para a vida toda: uma sessão por semana ou a cada quinze dias.

Procure um profissional qualificado

Antes de sair por aí fazendo tratamento estético, é importante contar com a avaliação e a prescrição de um médico. Ele pode indicar o melhor profissional. Conhecer o trajeto dos vasos linfáticos, a localização exata dos gânglios – tudo isso requer formação específica. Se quer ver resultado, melhor confiar a tarefa a um fisioterapeuta.

Drenagem linfática emagrece?

Tem gente que procura os benefícios da drenagem achando que vai perder alguns quilinhos. Mas é bom saber que as mãos dos profissionais não fazem milagre. Drenagem não é dieta. É eliminação de líquidos. Quem precisa perder peso deve adotar uma alimentação saudável e se exercitar com freqüência.

Rinoplastia RJ - RIO - Cirurgia Plástica de Nariz - Cirurgia Plástica de Face - Cirurgia Plástica de Corpo - Cirurgia Plástica de Mamas - Consultório

"O Dr. Luciano B. Loss oferece uma ampla variedade de cirurgias e procedimentos para o aprimoramento estético da face, nariz, mamas, abdômen, contorno corporal e pele.
Atendendo pacientes do Rio de Janeiro, Niterói, São Paulo, Juiz de Fora, Belo Horizonte, Brasilia e demais regiões do Brasil.

O Dr. Luciano B. Loss oferece uma ampla variedade de cirurgias e procedimentos para o aprimoramento estético
da face, nariz, mamas, abdômen, contorno corporal e pele.
CONSULTÓRIO 1: Av. Afrânio de Melo Franco, 141 - sala 502 - Ed. Melo Franco Medical Center - Leblon - Rio de Janeiro - RJ (Em frente ao Shopping Leblon)
CONSULTÓRIO 2: Rua Coronel Moreira César, 229 - Sala 1510 - Shopping Icaraí - Icaraí / Niterói - RJ

Aviso: as imagens presentes neste site são meramente ilustrativas e não correspondem à pacientes reais.
Desenvolvimento:Rapport Digital & Consultor de SEO | Parceria:Academia Brasileira de Coaching

Link que indico: Drª Tatiana F. Assad Loss — Ortodontia e Odontopediatria - Aparelhos ortodônticos Invisalign - Speed - Harmony
Cirurgia Plástica do Nariz ( Rinoplastia) RJ - Rio de Janeiro | Cirurgia Plástica do Nariz ( Rinoplastia) RJ - Rio de Janeiro
Cirurgia plástica RJ - Rio de Janeiro | Rejuvenescimento Facial | Cirurgia de pálpebras - Blefaroplastia | Cirurgia plástica para Orelha em Abano
Cirurgia plástica para aumento dos lábios | Sorriso gengival | Cirurgia plástica de preenchimentos | Cirurgia plástica do queixo (mento)
Plástica do Abdomen | Cirurgia plástica de Lipoaspiração e Lipoescultura | Prótese de Glúteo | Dorso e Torsoplastia | Braços e Braquioplastia
Mamoplastia de aumento - Silicone RJ | Mamoplastia redutora Mastopexia mamas | Ginecomastia Preços de cirurgias plásticas