Conheça alguns tratamentos de beleza rápidos

Trinta segundos para fazer as unhas, dez minutos para um relaxamento completo, 20 minutos para entrar em forma e um minuto para a depilação… Sim, com a correria do dia a dia, não sobra tempo para nada, mas você pode adotar uma rotina de cuidados super-rápidos e eficientes, transformando sua casa em um spa.

As grandes beneficiadas são as mulheres multitarefas e as mães que precisam cuidar dos filhos nos primeiros meses e não têm muito tempo para sair de casa.

5 minutos – Combata a celulite

Um creme anticelulite bem aplicado pode adiar a necessidade de um tratamento mais potente na clínica de estética. Aplique de maneira uniforme o gel redutor em toda a coxa e no bumbum.

3 minutos – Otimize seu tempo no banho

Substitua o creme comum e o óleo de banho por um hidratante in shower, aplicado ainda no chuveiro. Prefira produtos à base de vitamina E, com ação antioxidante, ou com manteiga de karité – que têm efeito mais profundo e duradouro.

1 minuto – Depile vapt-vupt

O banho é um aliado da depilação, pois amolece os pelos e facilita o deslizar da lâmina. Já existe também creme depilatório que age sob o chuveiro e deve ser aplicado um minuto antes de entrar.

10 minutos – Troque a massagem pelo escalda-pés

Receita básica: coloque 2 litros de água e um punhado de sal grosso em uma bacia. Adicione duas ou três gotas de óleo essencial – lavanda, alecrim, gerânio e cipreste aliviam o cansaço e o inchaço. Deixe os pés de molho por dez minutos.

30 segundos – Faça manicure no sofá

Não consegue ir ao salão? Para quem tem muita cutícula, existem produtos que prometem o mesmo efeito do alicate, como o Instant Cuticle Remover, Sally Hansen.

  7 minutos – Pise bem macio

Para um tratamento caprichado nos pés, a dermatologista Monica Aribi Fiszbaum, de São Paulo, sugere uma eficiente rotina semanal: espalhe vaselina sólida na planta dos pés, lixe levemente e enxágue. Depois, aplique cremes com ureia a 10%. A receita garante maciez imediata.

10 minutos – Dê o truque nas olheiras

Quando as noites maldormidas deixarem sua expressão caída, disfarce com um truque de maquiador. Comece com compressa gelada. Então, aplique um primer, que dá aparência viçosa à pele. Depois, base e corretivo. Finalize com delineador ou lápis preto bem rente à raiz dos cílios, esfumaçando levemente embaixo, e complete com rímel. “O olhar fica expressivo, e a mulher parece bem ‘acordada’ “, garante o maquiador Roosevelt Vanini, do salão C.Kamura, em São Paulo. Vale conhecer ainda os produtinhos específicos para o tratamento de olheiras.

20 minutos – Vá caminhar… com o canguru

Andar é ótimo para quem precisa perder peso, mas está sem tempo (ou pique) de frequentar academia. E o melhor: dá para se exercitar juntinho do bebê. “Se ele for levado em um canguru, tem até o efeito de um pesinho e aumenta a intensidade do exercício”, diz o personal trainer Julio Marchetti, de São Paulo. Aí, além do ganho cardiovascular, você fortalece músculos que não são trabalhados só com a caminhada, como os do abdome e da coluna.

Se está parada desde que engravidou, o profissional recomenda uma adaptação: nas primeiras oito sessões, leve o bebê no carrinho. Depois desse período, coloque-o no canguru. Bastam 20 minutos, três vezes por semana, para melhorar o condicionamento. Se aumentar a sessão para 30 minutos, já começará também a emagrecer.

40 minutos – Aproveite o luxo de um spa em casa

Deixe a família e alguns cuidados da casa por conta do marido e reserve um tempo só seu para relaxar. Primeiro, mergulhe em um banho de imersão com óleo essencial relaxante, como o de lavanda, seguido de uma esfoliação corporal caprichada. Aí, espalhe um hidratante poderoso, à base de lactato de amônia, ureia, ceramidas ou alfabisabolol.

Tratamento com azeite para a pele e o cabelo que combatem os radicais livres e diminui o envelhecimento da pele

As antigas egípcias já sabiam dos efeitos benéficos do azeite para o corpo. As gregas também o usavam em massagens, acreditando em seu poder para aumentar a virilidade. Hoje, a novidade é que muitas linhas de cosméticos têm incluído o óleo de oliva em suas fórmulas no tratamento de pele e cabelo.

Paschoal Rossetti Filho, professor de cosmetologia, ensina que os ácidos graxos da oliva protegem a pele das agressões do sol e do vento, prevenindo o ressecamento e o aparecimento de rugas. O azeite ainda pode dar brilho ao cabelo e fortalecer suas unhas.

Loção para fios fracos

Misture 2 col. (sopa) de vinagre de maçã, 2 col. (sopa) de mel e 2 col. (sopa) de azeite. Passe nos cabelos e cubra a cabeça com uma toalha quente. Deixe agir por 20 minutos e lave. Aplique uma vez por semana.

Óleo condicionador para o cabelo

Junte 2 colheres (sopa) de azeite com algumas folhas frescas de alecrim. Amasse bem com os dedos e aplique nos fios, massageando suavemente. Deixe agir por 20 minutos e lave. Aplique uma vez por semana.

Creme anti-rugas

Umedeça de leve a ponta do dedo indicador em azeite virgem e massageie o rosto delicadamente, de baixo para cima e do centro para os lados. Ao final, lave o rosto com água em abundância. Repita uma vez por semana.

Fortalecedor de unhas

Se as suas unhas se partem com facilidade, mergulhe-as em azeite morno e massageie com um pouco de limão.

Creme clareador de cotovelo

Misture azeite de oliva extra virgem e bicarbonato de sódio até formar uma pasta grossa. Aplique no cotovelo por 5 minutos. Lave e passe um hidratante. Faça isso de uma a duas vezes por semana.

Conheça novas tendencias cirúrgicas para uma barriga sarada no verão

 

O Brasil ocupa o segundo lugar em números de cirurgias plásticas, perdendo apenas para os Estados Unidos. A maioria em mulheres está na faixa entre 19 e 35 anos. O sonho de consumo? Seios avantajados, medidas enxutas e abdômen sequinho.

A novidade, entretanto, é que agora muitas delas já começaram a ver a plástica mais como aliada para realçar os traços genéticos ou as conquistas made in academia do que fórmula mágica para nascer de novo.

Por isso investigamos os procedimentos mais seguros e modernos caso você esteja determinada a se livrar de vez daqueles pneuzinhos indesejáveis – mas sem pesar a mão.

Barriga sequinha

 

· Versão light – Hidrolipo quente com cânulas extrafinas

A inovação apontada pelos médicos como mais eficiente é a hidrolipo com hipertermia, em que as células de gordura são encharcadas de soro fisiológico a uma temperatura de 38 a 40 graus. “A temperatura elevada acelera o metabolismo, permitindo uma coagulação sanguínea mais rápida, ou seja, a paciente sangra menos”, afirma o médico Sebastião Guerra, presidente da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica. “Além disso, ao aspirar a gordura, sempre há perda de líquido. Quando se injeta soro nas células, essa perda é reduzida, sendo menos traumática”, completa.

Combinada ao uso de cânulas bem finas (já existem opções com apenas 4 milímetros de diâmetro!), que deslizam com mais facilidade, a técnica permite um trabalho artesanal do cirurgião, capaz de modelar a gordura com precisão – e garantir a barriga gominho que você sempre quis.

· Versão heavy – Laserlipólise

O uso de laser na lipo foi anunciado como um milagre, pois o aparelho é famoso por estimular a produção de colágeno, que dá firmeza à pele. “Mas a luz derrete toda a gordura por onde passa, o que não dá precisão ao cirurgião. O tecido fica muito mais suscetível a sofrer ondulações”, aponta Guerra.

Antes da decisão final…

Pergunte a si mesma

Os questionamentos que você deve se fazer para dosar melhor suas expectativas:

· Quais as razões que me levaram a considerar a plástica?

· O que a cirurgia significa para mim: atenuar traços desarmônicos ou resolver frustrações pessoais?

· Tenho uma visão adequada ou delirante do que vejo no espelho?

· Não existem técnicas e tratamentos estéticos que posso tentar primeiro?

· A cirurgia vai manter minha identidade?

· Conheço e dou importância a todos os riscos?

· Escolhi com cuidado o médico? (Avalie quatro pontos que fazem toda a diferença: ética, bom senso, limite e disposição.)

Pergunte ao seu médico

As dúvidas que você deve tirar com o profissional para reduzir os riscos:

· Você pode me explicar os detalhes da operação, como a possibilidade e o tamanho de cicatrizes, depressões, irregularidades?

· Como vai ser o pós-operatório? Posso ligar para você nesse período?

· Quais os exames que preciso fazer antes da cirurgia?

· Como devo me preparar para a cirurgia?

· Me recuso a operar na clínica. Você atende em qual hospital?

Garota de 18 anos reacende polêmica sobre a aplicação de botox entre os jovens

A jovem cantora Charice Pempengco, de 18 anos, virou notícia nos principais jornais norte-americanos, entre eles o “New York Times”, ao anunciar em entrevista à apresentadora Oprah que havia injetado Botox no rosto antes de gravar uma participação especial no seriado “Glee”.

Charice teria optado pela toxina botulínica para “parecer fresca e jovem” no episódio, segundo declarou. Médicos e organizações sociais voltadas aos adolescentes dos EUA, porém, reprovaram a revelação, e chegaram a acusar a garota de ser um péssimo exemplo para os telespectadores da série musical.

Charice Pempengco, que virou inclusive tema para artigos científicos, fez muitos especialistas concordarem: quando o assunto é o surgimento de rugas, o Botox só pode ter algum efeito positivo para mulheres acima dos 35 anos, em média.

Mas o mercado de toxina botulínica para os “teens” é mais aquecido do que se imagina. Segundo a Sociedade Norte-Americana de Cirurgia Plástica, em 2009 o botox foi aplicado 12 mil vezes em crianças entre 13 e 19 anos. Não há como saber, porém, quais destas aplicações foram feitas por motivos médicos e quantas foram feitas por motivos estéticos.

As agências que regulamentam o uso da toxina botulínica no mundo liberaram o uso da substância em 2002, sendo que crianças com mais de 12 anos podem receber tratamento, desde que voltado à doenças como tiques, suor excessivo (hiperidrose), certos tipos de estrabismo, tremores nas pálpebras e no pescoço, além de dor de cabeça e enxaqueca.

A dermatologista Denise Steiner, membro da Sociedade Brasileira de Medicina Estética, alerta que, apesar da regulamentação do uso da toxina, é muito importante considerar alguns pontos antes de apostar nas injeções. Confira:

Escolha um bom profissional
A melhor maneira de evitar riscos é consultar um dermatologista ou cirurgião plástico credenciados pela Sociedade Brasileira de Medicina Estética e pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, respectivamente. Apenas eles são capazes de avaliar se a técnica é indicada ao seu caso e alertar para possíveis efeitos indesejáveis.

Custo/benefício
A indicação para o uso de botox ocorre, em geral, por volta dos 38 anos, segundo Denise Steiner. “Normalmente é a partir dessa idade que as rugas de expressão começam a se instalar. Acima dos 50 anos a eficiência dessa substância diminui sensivelmente, pois a pele é mais flácida e a relação custo/benefício cai bastante”, explica. É importante ter em mente que, quem aplica botox uma vez, não precisa obrigatoriamente reaplicá-lo. Também não procede a crença de que, se não o fizer, marcas e rugas voltam piores. A necessidade de usar a toxina novamente depende de cada pessoa e, de maneira geral, costuma acontecer a cada quatro ou cinco meses.

Considere os riscos
Eventualmente podem ocorrer sequelas temporárias, porém incômodas, como queda da pálpebra, visão dupla, alteração do sorriso e flacidez das bochechas. Elas estão ligadas à anatomia pessoal e à habilidade do médico. De acordo com Denise, em geral a aplicação do botox não traz consequências mais sérias, além de eventuais pequenos hematomas (manchas roxas) e inchaço. É bom saber que os primeiros efeitos costumam ser percebidos cerca de 48 horas após a aplicação. Em uma semana, o resultado é de 80% e, em 15 dias, de 100%.

Aprenda algumas dicas simples de como evitar as manchas de verão

Verão, praia, sol e muito calor. Tudo perfeito se não fossem aquelas manchas que apareceram no seu rosto depois da exposição ao sol, certo? Essa situação é bastante comum e atinge principalmente as mulheres nesta época do ano.

Os tipos de manchas mais comuns são as melanoses solares e o melasma. As primeiras se caracterizam pelo formato arredondado, bem delimitado e acastanhado. Elas se concentram no dorso de mãos e faces laterais do rosto. Já o melasma tem formato irregular, tamanho maior e um tom mais castanho-acinzentado. É mais comum que apareça nas maçãs do rosto e concentre-se na testa, embaixo dos olhos ou em cima do lábio.

As causas para o surgimento dessas ‘manchas de verão’ são fatores genéticos associados a uma exposição solar intensa e prolongada. “No caso dos melasmas, outro fator que contribui para o aparecimento é o uso de contraceptivos hormonais, por isso diz-se que as mulheres são as mais afetadas”, explica o dermatologista Adilson Costa.

Para evitar o surgimento dessas manchas, a dica do especialista é evitar se expor diretamente ao sol, principalmente das 10h às 16h. “O ideal é que a pessoa use um filtro solar intenso, de preferencia com base associada de tom marrom, retocando-o a cada duas horas”, orienta o médico, que ainda completa que o uso de chapéu e óculos de sol é imprescindível.

Para a dermatologista Patrícia Rittes, outra forma bastante eficiente de evitar as ‘manchas de verão’ é usar uma camada de filtro solar de textura fluida, uma camada de protetor com cor e uma camada de pó compacto. “Desta forma a pele fica muito mais protegida”, garante a médica.

Para quem não conseguiu evitar o surgimento das manchas, o ideal é suspender a exposição ao sol, redobrar a utilização de protetor solar e procurar um dermatologista. “A melhor forma de tratar esses tipos de manchas é usar, de preferencia fora do verão, cremes despigmentastes, associados a procedimentos como peelings e lasers”, diz Adilson Costa. A escolha do tratamento, porém, depende de cada pessoa e também da intensidade do problema. Há casos que apenas cremes clareadores resolvem e outros que precisam da combinação com procedimentos mais fortes, como peelings.

Governo francês recomenda a troca de prótese mamária da marca PIP

Mulheres brasileiras que tenham próteses da marca francesa PIP precisam marcar rapidamente a cirurgia para retirar o implante, alerta o cirurgião plástico Marcelo Moreira, membro titular da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica.

Os implantes produzidos pela Poly Implante Prothese são suspeitos de ter uma taxa de ruptura mais alta que o normal e serem preenchidas por um gel cancerígeno. Pelo menos oito casos de câncer de mama foram detectados em pacientes que usaram os implantes da companhia, mas ainda não há comprovação científica de que o silicone teria causado o tumor. A empresa faliu em 2010.

A Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) proibiu a importação dos implantes da PIP em abril de 2010, após alerta do governo francês. Mas, segundo a agência, antes da proibição, pelo menos 25 mil brasileiras colocaram produtos da marca.

O governo francês determinou a troca imediata das próteses das 30 mil mulheres francesas que usam implantes da PIP. A cirurgia vai ser paga pelo governo. Quem não quiser fazer a troca, terá acompanhamento médico gratuito, com mamografias periódicas.

No Brasil, a Anvisa ainda não se pronunciou sobre recomendações às pacientes. Não há nenhum registro de câncer ligados à prótese da PIP no país. Ainda assim, o cirurgião Marcelo Moreira recomenda que as brasileiras não esperem uma decisão judicial e já procurem seus médicos. “Elas podem também processar a empresa, mas isso pode demorar muito. O mais importante agora é retirar o implante”, recomenda.

Segundo Moreira, a PIP era uma prótese bem mais barata que a média do mercado. Enquanto o preço de uma prótese gira em torno de R$ 1.800, as da PIP custavam cerca de R$ 1.000. A qualidade do material também era, segundo ele, “visivelmente pior”.

“Eu nunca usei essa marca porque só de pegar na mão você via que era mais frágil”, afirma Moreira. Normalmente, as próteses têm três camadas de silicone texturizado para proteger o gel que fica dentro de escapar para o organismo. No caso da PIP, era apenas uma camada.

Marcelo Moreira recomenda que as pacientes que querem passar por uma cirurgia plástica pesquisem bem e procurem profissionais e materiais de maior qualidade. “Foi um barato que saiu caro. Cirurgia plástica é uma cirurgia e não dá pra fazer economia com saúde”, afirma.

“Quem quer colocar um implante precisa procurar um médico de confiança, membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, fazer a cirurgia em um hospital que tenha CTI [Centro de Tratamento Intensivo] e não em clínicas, e escolher a prótese não pelo preço, mas pela qualidade do material”, recomenda.

Fonte: G1

Rinoplastia RJ - RIO - Cirurgia Plástica de Nariz - Cirurgia Plástica de Face - Cirurgia Plástica de Corpo - Cirurgia Plástica de Mamas - Consultório

"O Dr. Luciano B. Loss oferece uma ampla variedade de cirurgias e procedimentos para o aprimoramento estético da face, nariz, mamas, abdômen, contorno corporal e pele.
Atendendo pacientes do Rio de Janeiro, Niterói, São Paulo, Juiz de Fora, Belo Horizonte, Brasilia e demais regiões do Brasil.

O Dr. Luciano B. Loss oferece uma ampla variedade de cirurgias e procedimentos para o aprimoramento estético
da face, nariz, mamas, abdômen, contorno corporal e pele.
CONSULTÓRIO 1: Av. Afrânio de Melo Franco, 141 - sala 502 - Ed. Melo Franco Medical Center - Leblon - Rio de Janeiro - RJ (Em frente ao Shopping Leblon)
CONSULTÓRIO 2: Rua Coronel Moreira César, 229 - Sala 1510 - Shopping Icaraí - Icaraí / Niterói - RJ

Aviso: as imagens presentes neste site são meramente ilustrativas e não correspondem à pacientes reais.
Desenvolvimento:Rapport Digital & Consultor de SEO | Parceria:Academia Brasileira de Coaching

Links que indico: Drª Tatiana F. Assad Loss — Ortodontia e Odontopediatria - Aparelhos ortodônticos | Como esquecer um grande amor
Cirurgia Plástica do Nariz ( Rinoplastia) RJ - Rio de Janeiro | Cirurgia Plástica do Nariz ( Rinoplastia) RJ - Rio de Janeiro
Cirurgia plástica RJ - Rio de Janeiro | Rejuvenescimento Facial | Cirurgia de pálpebras - Blefaroplastia | Cirurgia plástica para Orelha em Abano
Cirurgia plástica para aumento dos lábios | Sorriso gengival | Cirurgia plástica de preenchimentos | Cirurgia plástica do queixo (mento)
Plástica do Abdomen | Cirurgia plástica de Lipoaspiração e Lipoescultura | Prótese de Glúteo | Dorso e Torsoplastia | Braços e Braquioplastia
Mamoplastia de aumento - Silicone RJ | Mamoplastia redutora Mastopexia mamas | Ginecomastia Preços de cirurgias plásticas