Archives for May 2012

Procura por cirurgia plástica aumenta entre jovens com até 18 anos

A cirurgia plástica na adolescência está se tornando cada vez mais comum. Com as mudanças desta fase da vida, a busca pela perfeição estética faz da operação um recurso para resultados rápidos. O Tem Notícias 1ª edição desta quarta-feira (10) tratou o assunto ao vivo. Veja a reportagem completa e os questionamentos que foram respondidos pela cirurgiã plástica Evandra de Moura Rabello no vídeo ao lado.

Segundo uma pesquisa da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, 88% das cirurgias estéticas são em mulheres. Do número total de cirurgias, 6% são em pessoas de 13 até 18 anos e 38% de 19 a 35 anos.

As mais procuradas
As mais requisitadas são de aumento e redução de mama, lipoaspiração para eliminar gorduras, principalmente da barriga, rinoplastia e otoplastia. Além dos riscos eminentes de toda cirurgia quando realizada na adolescência, a plástica pode causar distúrbios psicológicos, já que nessa fase a personalidade e a auto-imagem ainda está em formação.

Para especialistas, é fundamental que a estrutura psicológica da adolescente esteja preparada para encarar e aceitar a mudança de imagem que a cirurgia irá proporcionar.

Conheça um pouco mais sobre próteses ajustáveis

Uma prótese de silicone que pode aumentar de tamanho durante ou depois da cirurgia foi o destaque do 47.º Congresso Brasileiro de Cirurgia Plástica, que reuniu mais de dois mil cirurgiões plásticos brasileiros e estrangeiros entre os dias 11 e 15 de novembro em Vitória, no estado do Espírito Santo.
Chamado de Spectra, o implante ajustável criado pelo cirurgião sul-africano Hilton Becker – que já tem uma prótese que leva o seu sobrenome – está em fase final de aprovação pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), mas já está aprovada e em uso em outros países, especialmente na Europa.

Inovação
A novidade é uma câmara interna, onde pode ser inserido soro fisiológico por meio de uma cânula. Se preenchida completamente, esta câmera pode aumentar em até 30% a projeção do seio, o que resolveria o problema daquelas mulheres que, depois que o inchaço do pós-operatório vai embora, acham que deveriam ter colocado uma prótese maior. Elas têm um período de alguns meses para voltar ao cirurgião e sair com um novo tamanho sem ter de trocar a prótese.
A possibilidade de “ga­­nhar” mais projeção do seio, em um procedimento mais simples do que fazer outra cirurgia, não é a única vantagem da Spectra. A novidade, segundo o criador, é ideal às cerca de 15% das mulheres brasileiras que, segundo a Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, têm assimetria nas mamas. Becker, no entanto, garante que quase 100% das mulheres têm algum grau de assimetria.
Quando essas pacientes com mamas de tamanhos ou formas diferentes são submetidas à cirurgia, é necessário que o cirurgião faça a prova de vários tamanhos de próteses diferentes, até que chegue em uma combinação que julgue proporcional. Mas, com próteses de tamanhos diferentes, mesmo que se consiga a mesma projeção, a base das mesmas será diferente. “Isso não acontece com a Spectra, já que o cirurgião pode ajustar as dimensões e o volume da prótese na hora da cirurgia”, afirma.
Mama
O número de cirurgias de aumento da mama pelo im­­plante de prótese tem crescido no Brasil. De acordo com pesquisa do Ibope, no ano passado este foi o procedimento cirúrgico mais solicitado pelas mulheres, com mais de 156 mil intervenções. O cirurgião plástico Sebastião Nelson Edy Guerra, presidente da So­­ciedade Brasileira de Cirurgia Plástica, comprova este crescimento, apesar de o número ser bastante próximo ao de outro procedimento que já foi campeão de intervenções. “As últimas estatísticas mostraram que, entre as mulheres, 21% das cirurgias plásticas são feitas para o implante de prótese de silicone, enquanto 20% se trata de lipoaspiração. E muitas vezes a mulher acaba sendo submetida aos dois procedimentos de uma só vez”, conta.
Congresso
O evento contou com a presença de grandes nomes da cirurgia plástica internacional e nacional, como Ivo Pitanguy, e com a participação de diversas sociedades internacionais da cirurgia plástica. Segundo Guerra, o congresso é um ponto de encontro dos cirurgiões plásticos, que usam a oportunidade para discutir o presente e o futuro da área. “Aqui é onde as técnicas de cirurgia se consolidam ou são derrubadas. São discutidas as experiências médicas e é feita uma revisão sobre as práticas da cirurgia plástica. Não há cirurgia sem riscos. Mas este é um congresso em que está sendo muito valorizada a segurança em cirurgias e estamos lutando para que os problemas decorrentes da cirurgia plástica sejam cada vez mais raros”, diz.
Sobre a escolha de um profissional, o presidente afirma que o primeiro passo é procurar indicações de pessoas que já foram submetidas ao procedimento esperado. “É importante conversar com outros pacientes e entrar em contato com a Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, pois se um médico é um dos 4,8 mil membros, ele é habilitado e fiscalizado constantemente”, diz.

Fonte: Gazeta do Povo

Peelings ajudam a recuperar a pele após estragos de verão; veja como escolher

A chegada do inverno é o período ideal para fazer tratamentos mais potentes no rosto e reparar os danos causados ou intensificados pela exposição ao sol e demais agentes externos durante o verão, caso de manchas, linhas finas, rugas, falta de brilho, ressecamento e acne. Mas, tudo isso pode ser resolvido com peeling, o terceiro procedimento mais realizado no Brasil, ficando atrás apenas do preenchimento e da aplicação de toxina botulínica, segundo pesquisa de 2009 do Instituto Datafolha encomendada pela Sociedade Brasileira de Cirurgia. “Volta e meia surgem novos ativos e os clássicos são aperfeiçoados trazendo resultados cada vez mais satisfatórios e sem afastar a pessoa da rotina”, justifica o dermatologista Alexandre Okubo, de São Paulo, que junto com outros especialistas explicam como funciona algumas das melhores opções para recuperar a saúde e a beleza do seu rosto.

Falta de brilho
Para resolver o problema, que aparece devido à desidratação provocada pelo sol, o dermatologista Alexandre Okubo, da Clínica Prime Medicina, em São Paulo, sugere o easy peel. Elaborado com os ácidos tricloroacético, cítrico e L-ascórbico, ele provoca uma descamação suave na pele que elimina as células mortas para que as novas fiquem na superfície. “Isso é suficiente para deixar o rosto mais iluminado, claro e com coloração uniforme na primeira sessão, apesar de serem indicadas quatro, com intervalo de sete a dez dias entre elas”, diz o médico. Segundo ele, o tratamento não leva mais do que 15 minutos, causa um leve ardor e pode deixar o rosto um pouco avermelhado por até duas horas. Quem está grávida ou amamentando não pode fazer.

Ressecamento

O alkapeel é uma boa pedida. “Trata-se de um peeling alcalino suave que reage com a gordura do rosto a fim de facilitar a remoção da camada mais externa da pele que está ressecada”, explica o dermatologista Alexandre Okubo. Para isso, o médico espalha o produto no rosto (o que leva 15 minutos) e, na sequência, passa um creme com ativos hidratantes e regeneradores. “O tratamento não dói nem arde, no máximo, deixa uma discreta vermelhidão por alguns minutos em quem tem pele sensível”, garante o médico. A desidratação é atenuada logo de cara, mas para ser efetiva é necessário fazer entre duas e cinco sessões, sendo uma a cada duas ou três semanas. Em tempo: quem tem acne inflamada ou alguma irritação na pele, está grávida ou amamentando não deve fazer o procedimento.

Acne
Apesar da radiação ultravioleta agir como um antibactericida natural, secando ou melhorando as espinhas, há casos em que elas pioram. “Isso porque o calor ativa a produção de sebo, o que favorece a proliferação dos germes causadores da acne, assim como o uso de filtro solar oleoso”, diz a dermatologista Regina Schechtman, do Rio de Janeiro. Nesses casos, ela indica o peeling que combina resorcinol e os ácidos salicílico, retinoico e lático. “Além de eliminar o excesso de oleosidade, o procedimento elimina as células que estão inflamadas por meio da descamação e permite que outras novas surjam no lugar”, completa a médica. O tratamento, que é feito entre 20 e 30 minutos, deixa a pele vermelha e descamando por até sete dias, que é quando o resultado aparece. A recomendação é fazer entre três e cinco aplicações, sendo uma a cada sete ou 15 dias. “Há uma melhora de 50% a 80% da acne. O restante pode ser resolvido com tratamento em creme ou comprimido conforme a intensidade do problema”, diz Regina, que avisa que esse peeling não pode ser realizado por quem tem lúpus, vitiligo, psoríase, está grávida ou amamentando.

Linhas finas
Se elas ficaram mais evidentes por causa do sol, a dermatologista Leila Mussa Ribeiro, de Três Lagoas (MS), recomenda fazer um peeling de ácido retinoico entre 1% e 5%. “Além de provocar uma descamação suave, o procedimento estimula o colágeno, deixando a pele mais saudável, viçosa e lisinha”, conta. A sessão é tranquila: basta o médico limpar a pele e espalhar o ácido, que só vai ser enxaguado entre quatro e seis horas depois, quando já estiver em casa. “Durante a aplicação, a pessoa sente apenas um leve ardor. Já a vermelhidão, a descamação e o ressecamento surgem na primeira semana. Passada essa fase, já dá para notar a melhora da pele”, afirma Leila, que avisa que o número de sessões e o intervalo entre elas variam de pessoa para pessoa, podendo ser semanal, quinzenal ou mensal, desde que não tenha sensibilidade ao ácido retinoico nem predisposição a manchas ou seja muito branquinha.

Rugas
Quando elas dão as caras, a dermatologista Carmem Durazzo, da Cliniderm, em São Paulo, costuma associar dois peelings. “Primeiro, aplico um mais suave, à base de resorcinol e ácidos salicílico, retinoico e lático, para descamar a pele. Logo em seguida, espalho o ácido tricloroacético (ATA) 25% ou 35% para atingir as camadas mais profundas e ativar o colágeno”, esclarece a médica. De acordo com ela, o segundo peeling causa desconforto mas como ele é removido no próprio consultório, em poucos minutos, é bem tolerado. Em média, são necessárias entre três e quatro sessões, com intervalos de 30 a 45 dias entre elas. “É preciso ressaltar que o rosto descama por dez dias, a pessoa fica proibida de se expor ao sol nesse período e necessita manter a pele hidratada e protegida com FPS 30+”, avisa Carmem. Em tempo: as rugas dão uma boa suavizada, mas não desaparecem totalmente. Além disso, quem tem alergia à substância clareadora hidroquinona e está bronzeada não pode fazer.

Manchas
Se o verão deixou sua marca mais escura ou fez surgir alguma que estava escondida (geralmente, isso acontece em quem tem facilidade para manchar a pele), a dermatologista Fernanda Sanchez, do Rio de Janeiro, indica o melanoblock. Composto pelos ácidos retinoico, azelaico, kójico e glicerritinico, além de arbutin, glabridina e extrato de brassica napus, ele serve tanto para estimular a descamação do rosto e combater a irritação quanto para inibir e diminuir a quantidade do pigmento responsável pela cor escura. “Para isso, o melanoblock deve permanecer em contato com a pele por 24 horas, período em que é comum arder ou pinicar. Após o enxágue, o rosto fica sensível, avermelhado e descama por uma semana”, avisa a dermatologista. Segundo ela, uma única aplicação elimina manchas superficiais, enquanto as mais profundas são apenas clareadas. “O tratamento pode ser feito por brancas, morenas e negras, exceto gestantes ou quem tem alergia a um dos componentes da fórmula”, completa.

Metade das meninas já pode estar obcecada com a imagem corporal, diz pesquisa

A busca pelo corpo perfeito não é novidade entre homens e mulheres, mas o que dizer sobre crianças que não suportam a própria aparência? Pesquisa realizada pela Central YMCA com 810 jovens constatou que metade das meninas e um terço dos meninos, com idades entre 11 e 16 anos, estão dispostos a tomar medidas extremas, como recorrer a cirurgias plásticas ou tomar remédios, para modificar a aparência ou atingir o peso considerado ideal.

E as conclusões sobre o ideal de beleza de crianças e jovens não para por aí. Um em cada dez meninos pesquisados revelou que tomaria esteroides anabolizantes para aumentar os músculos, enquanto 16% das meninas estaria disposta a ingerir laxantes ou remédios para emagrecer.

Meninas e meninos fariam plástica para ter corpo dos sonhos
Quando questionados sobre os corpos das pessoas que veem na TV, os jovens pesquisados revelaram que o ideal de beleza está distante do que é refletido no espelho. Metade das meninas e um terço dos meninos disseram que se submeteriam a uma cirurgia plástica para chegar mais perto do corpo dos sonhos.

Diretor executivo da Central YMCA, Rosi Prescott disse ao jornal britânico Daily Mail que “o estudo mostra o quanto os jovens estão inseguros sobre a aparência e imagem corporal. Há uma tendência crescente entre eles em recorrer a soluções rápidas, o que aumenta os riscos à saúde. A pressão para que eles obedeçam a uma imagem corporal inatingível e fora da realidade é a raiz de todo esse problema”.

Anorexia já atinge crianças
Há alguns meses, o Instituto de Saúde Infantil da Universidade de Londres (UCL) publicou estudo revelando que centenas de crianças britânicas de cinco a sete anos foram tratadas com anorexia, distúrbio alimentar em que a pessoa não come. A pesquisa compilou números de 35 hospitais públicos e revelou que, na faixa etária de 5 a 15 anos, os números sobem para 2 mil crianças já tratadas com o problema.

Os pesquisadores calculam que três em cada 100 mil crianças até 13 anos sofrem com transtornos alimentares no Reino Unido e na Irlanda. Os cientistas acreditam que este número seja maior, já que alguns centros de saúde não disponibilizaram seus dados.

Rinoplastia RJ - RIO - Cirurgia Plástica de Nariz - Cirurgia Plástica de Face - Cirurgia Plástica de Corpo - Cirurgia Plástica de Mamas - Consultório

"O Dr. Luciano B. Loss oferece uma ampla variedade de cirurgias e procedimentos para o aprimoramento estético da face, nariz, mamas, abdômen, contorno corporal e pele.
Atendendo pacientes do Rio de Janeiro, Niterói, São Paulo, Juiz de Fora, Belo Horizonte, Brasilia e demais regiões do Brasil.

O Dr. Luciano B. Loss oferece uma ampla variedade de cirurgias e procedimentos para o aprimoramento estético
da face, nariz, mamas, abdômen, contorno corporal e pele.
CONSULTÓRIO 1: Av. Afrânio de Melo Franco, 141 - sala 502 - Ed. Melo Franco Medical Center - Leblon - Rio de Janeiro - RJ (Em frente ao Shopping Leblon)
CONSULTÓRIO 2: Rua Coronel Moreira César, 229 - Sala 1510 - Shopping Icaraí - Icaraí / Niterói - RJ

Aviso: as imagens presentes neste site são meramente ilustrativas e não correspondem à pacientes reais.
Desenvolvimento:Rapport Digital & Consultor de SEO | Parceria:Academia Brasileira de Coaching

Links que indico: Drª Tatiana F. Assad Loss — Ortodontia e Odontopediatria - Aparelhos ortodônticos | Como esquecer um grande amor
Cirurgia Plástica do Nariz ( Rinoplastia) RJ - Rio de Janeiro | Cirurgia Plástica do Nariz ( Rinoplastia) RJ - Rio de Janeiro
Cirurgia plástica RJ - Rio de Janeiro | Rejuvenescimento Facial | Cirurgia de pálpebras - Blefaroplastia | Cirurgia plástica para Orelha em Abano
Cirurgia plástica para aumento dos lábios | Sorriso gengival | Cirurgia plástica de preenchimentos | Cirurgia plástica do queixo (mento)
Plástica do Abdomen | Cirurgia plástica de Lipoaspiração e Lipoescultura | Prótese de Glúteo | Dorso e Torsoplastia | Braços e Braquioplastia
Mamoplastia de aumento - Silicone RJ | Mamoplastia redutora Mastopexia mamas | Ginecomastia Preços de cirurgias plásticas