Archives for February 2012

Será que seu filho adolescente realmente precisa fazer uma cirurgia plástica?

Um estudo chamado Celebrity Worship and Incidence of Elective Cosmetic Surgery: Evidence of a Link Among Young Adults, publicado na edição de novembro do Journal of Adolescent Health descobriu que adolescentes que adoram celebridades são mais propensos a fazer uma cirurgia plástica.

O objetivo do estudo foi descobrir se a adoração às celebridades influenciou na realização de cirurgias plásticas eletivas no período de oito meses após a pesquisa. E após o controle de vários preditores conhecidos para a realização de uma cirurgia plástica eletiva, a adoração às celebridades foi decisiva na incidência da realização do procedimento por adolescentes.

O estudo reforça algo que presenciamos nos consultórios e clínicas de cirurgia plástica todos os dias: os pacientes continuam a olhar para Hollywood para determinar seu padrão de beleza.

Os resultados sugerem que o tipo de relação que os adolescentes têm com as celebridades, particularmente com aquelas cuja forma do corpo é admirada, devem ser consideradas por todos os que estão envolvidos no processo de educação dos jovens – pais, professores, médicos – principalmente, quando o tema da conversa for a decisão por fazer ou não uma cirurgia plástica.
Se a ‘mensagem transmitida pelas celebridades’ é capaz de influenciar o comportamento de muitos adultos, imagine só os adolescentes, acostumados a ver personalidades cada vez mais magras, com roupas justas e, principalmente, dentro de padrões de beleza que nem sempre se encaixam ao seu próprio biótipo.
Em alta

De acordo com a Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP), os adolescentes já respondem por 8% (37.740) dos procedimentos cirúrgicos estéticos no Brasil. O dado é referente ao período entre setembro de 2007 e agosto de 2008 e deriva de uma pesquisa feita com mais de 3,5 mil cirurgiões associados.

Os procedimentos mais procurados pelas meninas são: a otoplastia (cirurgia de orelha), a rinoplastia (cirurgia de nariz), a prótese mamária e a redução dos seios. Já os meninos, buscam a otoplastia e a ginecomastia (redução de mama masculina).
É preciso ter muita cautela em consentir com qualquer tipo de cirurgia plástica em adolescentes, pois, nessa fase da vida, o ser humano passa por várias mudanças físicas, psicológicas e comportamentais que, muitas vezes, não justificam a opção pelo procedimento. É importante destacar que a cirurgia plástica deve ser feita somente quando há um forte abalo da autoestima e do estado emocional do jovem.

No caso de mamas gigantes, por exemplo, quando se nota perfeitamente que elas estão desproporcionais ao corpo, a cirurgia plástica pode ser feita precocemente, entre os 14 ou 15 anos, uma vez que o peso das mamas compromete o bom desenvolvimento postural das meninas e limita suas atividades físicas.

Já em relação às queixas de mamas pequenas, só indicamos a cirurgia plástica antes dos 18 anos para implante de próteses mamárias, nos casos em que ocorra uma assimetria mamária muito grande. Mesmo assim, ainda existe a possibilidade de nova intervenção ao final do período de crescimento para ajustar o resultado.

Escrito por:
Ruben Penteado no portal R7

Oito dúvidas sobre plástica que você deve tirar antes da cirurgia

Para algumas pessoas, vários mitos são tratados como verdades, e algumas verdades simplesmente não são conhecidas, esclareça agora 8 dúvidas sobre cirurgias plasticas.

 

1) O inverno é a melhor época para a realização de uma cirurgia plástica: MENTIRA

A cirurgia plástica pode ser realizada em qualquer época do ano. A recuperação e a cicatrização não são prejudicadas se a cirurgia for realizada no verão ou em outra estação. O que pode ser desconfortável é o uso da cinta modeladora nos casos de lipoaspirações, em um período de calor.

2) A celulite some com a lipoaspiração: MENTIRA

Pode inclusive haver uma piora, principalmente se existir flacidez de pele associada à celulite. Por isso, antes de fazer uma lipoaspiração, tire todas as dúvidas com o seu cirurgião, e tenha certeza que ele faz parte da Associação Brasileira de Cirurgia Plástica.

3) O fumo aumenta o risco de necroses: VERDADE

Na cirurgia alguns vasos sempre são lesados e os restantes devem estar em perfeita ordem para manter a vascularização da pele. Como a nicotina diminui o calibre dos vasos sanguíneos, os fumantes têm um risco muito maior de problemas de cicatrização e morte de tecido (necrose). “Se a célula não recebe sangue… morre”

4) A prótese de mama deve ser trocada a cada 10 anos: MENTIRA

As próteses utilizadas atualmente são mais resistentes. Exames de imagem realizados para o acompanhamento da glândula mamária e controle de câncer de mama, podem ser usados para a avaliação da integridade e contorno dos implantes. Os melhores são: a Ressonância Magnética e o Ultrassom. Enquanto o implante estiver sem alterações não há necessidade de troca.

5) Depois da lipoaspiração o volume na região aspirada não volta mais: VERDADE

Uma vez retiradas, as células adiposas (de gordura) não se formam novamente, mas outras células sempre estão presentes na região. Estas células podem aumentar de tamanho se houver um ganho excessivo de peso. Por isso aconselhamos que a lipoaspiração seja para tratamento apenas de gorduras localizadas, que uma vez tratado este depósito o resultado é definitivo, ou seja, um culote aspirado não volta mais. Mesmo com um aumento de peso o contorno corporal não volta ao que era antes da lipoaspiração.

6) Com a musculação consigo melhorar a flacidez da pele: MENTIRA

A musculação corrige a flacidez muscular e não tem ação sobre a pele. A flacidez muitas vezes está relacionada à idade, hereditariedade, tipo físico, tabagismo (fumo) e presença de estrias. É claro que toda flacidez deve ser combatida desde os planos mais profundos (muscular) até os mais superficiais (pele) com exercícios físicos, uma alimentação saudável, hidratação, utilização produtos e tratamentos estéticos.

7) Mesmo fazendo muita ginástica não é possível perder os pneuzinhos: VERDADE

Os depósitos de gordura localizada não respondem muito bem aos exercícios físicos. É claro que diminuem bastante, mas aqueles indesejáveis culotes e os famosos pneus das calças de cintura baixa só desaparecem depois de uma lipoaspiração. O ideal é queimar toda a gordura em excesso com atividades físicas e uma alimentação regrada e saudável, para depois recorrer à lipoaspiração.

8) A hidrolipo por ser feita com anestesia local é menos arriscada: MENTIRA

Até mesmo procedimentos com anestesia local podem ser arriscados se não forem respeitados os limites de anestésico injetado

É muito importante a postura do paciente antes e depois da cirurgia plástica para obter bons resultados. Muitas vezes, mesmo depois das cirurgias, alguns pacientes podem ainda ficar insatisfeitos com o resultado. Uma cintura torta, um abdômen protuso mesmo depois de uma lipoaspiração parecem inaceitáveis, mas podem acontecer mesmo nas mãos de bons cirurgiões se o caso for postural.

São casos de cifose, lordose ou escoliose, onde ocorrem desvios na coluna, gerando alterações estruturais e musculares com repercussão estética.

Mesmo retirando toda a gordura de um abdômen, se houver lordose, toda a musculatura abdominal é jogada para frente causando um abaulamento que só poderá ser corrigido com fisioterapia postural. Por isso também é importante que o paciente passe por algumas sessões de RPG antes de fazer algumas cirurgias.

Você sabia que cirurgias plásticas podem ajudar a aumentar a autoestima?

Cirurgia plástica é um tema controverso. No Brasil, um dos paraísos mundiais para quem quer fazer correções estéticas – o país só perde para os Estados Unidos – , elas são corriqueiras. Mulheres não hesitam em aumentar ou diminuir o tamanho dos seios, bumbum, eliminar gordurinhas, arrebitar o nariz e remodelar o corpo. “A vaidade extrema é uma armadilha perigosa. Ficar atento ao limite do que vai fazer você ficar melhor consigo mesmo é extremamente necessário. Se isso não for respeitado, a saúde é quem vai sofrer danos”, pondera o cirurgião plástico Wagner Montenegro.

De acordo com o profissional, há casos em que os processos cirúrgicos são desnecessários e sinalizam graves problemas de autoimagem, como em situações em que pessoa não aceita o seu corpo.

No entanto, ele explica que a linha entre o excesso de preocupação com o corpo e as correções que farão bem à autoestima de uma pessoa é tênue. “Crianças com orelhas grandes sofrem durante o período escolar. Os colegas são cruéis com brincadeiras. O impacto pode ser devastador na autoestima delas. A probabilidade é que quando grandes eles se tornem pessoas inseguras e com complexo de inferioridade”, exemplifica. Em casos como este, diz o cirurgião, uma cirurgia chamada otoplastia, que reposiciona as orelhas, gera benefícios emocionais evidentes, o que certamente aumentará autoestima.

Montenegro ainda cita exemplos como correção no tamanho do nariz e a retirada de mamas em meninos (ginecomastia) em que um processo cirúrgico pode evitar uma série de problemas emocionais. “Em vários casos uma cirurgia plástica é necessária. E não só para aumentar a autoestima do paciente, mas para ele ter a liberdade e o prazer de gozar de uma vida sem tantos medos e inseguranças”, ressalta o profissional.

Armadilhas da vaidade
O apelo à estética pressiona mulheres de diferentes biotipos a seguirem um padrão de beleza que nem sempre pode ser levados à risca. O narcisismo e o culto ao corpo virou uma obsessão mundial. De acordo com Montenegro, os excessos cometidos em nome da boa aparência são exagerados e podem, ao invés de aumentar a autoestima, tornar uma pessoa permanentemente insatisfeita. “Corrigir imperfeições para ficar bem consigo mesmo não é algo condenável. Pelo contrário. Isso deve ser perseguido. Porém, o controle, o bom senso e a responsabilidade estão sendo preteridos neste processo”, enfatiza o cirurgião.

De acordo com Montenegro, o excesso de recursos estéticos leva as mulheres a exagerar. “Elas acreditam que tudo pode ser resolvido em uma mesa de cirurgia, quando, na verdade, faz parte do amadurecimento aprender a lidar com sinais da idade”, diz.

Os problemas que podem surgir devido à obsessão e a compulsão por intervenções estéticas é grande. Segundo o profissional, os riscos de uma pessoa que recorre inúmeras vezes ao preenchimento facial, à toxina botulínica (Botox), à rinoplastia, ao lifting, entre outros, é deformar o próprio rosto, tornando as expressões faciais artificiais e extremamente estranhas, como a de bonecos, ou seja, sem vida e sem beleza.

Acupuntura estética pode ser a solução de vários problemas de rugas a gordura localizada

A medicina chinesa diz que não há beleza externa sem beleza interior, mas será que ficar mais bonita por fora não ajuda a fortalecer o que está por dentro? A filosofia por trás da acupuntura estética afirma que sim. O método é capaz de amenizar imperfeições indesejadas do rosto e do corpo, como rugas, flacidez, acne, gordura localizada, celulites e quelóides. Com a autoestima em dia, o funcionamento do organismo também ganha. O que importa é manter um equilíbrio completo.

“Quando falamos em rugas da face, por exemplo, podemos dizer que todos os órgãos internos estão envolvidos, já que isso vem do processo natural de envelhecimento. A acupuntura, de uma maneira geral, cuida dos órgãos para fortalecer as estruturas comandadas por eles (como a pele)”, explica a dermatologista e acupunturista Maria Assunta, responsável pelo laboratório de acupuntura da Universidade Federal do Estado de São Paulo (Unifesp)

Uso de eletrodos ameniza imperfeições

No campo estético, o método mais eficiente de acupuntura é o da eletroacupuntura. Através dele, as tradicionais agulhas são estimuladas por eletrodos, que ajudam a equilibrar a dinâmica energética das células, amenizando as imperfeições.

O rosto é um bom exemplo de como a variação de energia funciona. Para cada emoção, é preciso ativar um determinado músculo, que acaba imobilizando outro. O objetivo da acupuntura estética, neste caso, é relaxar a musculatura mais estimulada e fortalecer os músculos menos utilizados, amenizando possíveis rugas e imperfeições que possam surgir dessa dinâmica. “Emoções em desarmonia podem determinar diferentes tipos de rugas”, explica a dermatologista e acupunturista Maria Assunta.

Eletroacupuntura não é indicada para grávidas

No corpo e no rosto, a acupuntura estética estimula a neovascularização, a redução de líquido nas células de gordura e a melhoria da circulação sanguínea e linfática. A taxa de sucesso do tratamento varia de acordo com o perfil do paciente e da idade, mas a maioria apresenta de 25% a 100% de melhoria no local tratado.

“A acupuntura estética tanto trabalha a imperfeição visível do paciente quanto a possível causa energética desse problema. Assim, apresenta vantagens sobre outros tipos de tratamentos estéticos, cirúrgicos ou à base de fármacos”, explica a acupunturista Maria Inês, da clínica Soft Skin Laser.

A eletroacupuntura só não é indicada para pessoas que usam marcapasso, grávidas e portadores de doenças crônicas. Para eles, o ideal é fazer a acupuntura sistêmica tradicional. E um alerta para o verão: o tratamento com eletrodos pode causar hematomas e, neste caso, tomar sol deve ser evitado.

Conheça diversas técnicas e acabe com os pelos do buço

Existem diversas técnicas disponíveis no mercado para se livrar do buço. Mas fique atenta: algumas podem manchar ou machucar a pele. “Consultar um profissional para escolher a técnica adequada ao seu tipo de pele é fundamental para um bom resultado”, aconselha a dermatologista Daniela Hueb, de Bauru, São Paulo.

Algumas mulheres, por exemplo, sofrem de disfunção hormonal e apenas remédios indicados por médicos resolvem o excesso de pelos.

Outra dica importante é preparar a pele antes de qualquer tipo de depilação. A especialista aconselha esfoliar com bucha natural pelo menos um dia antes da sessão. Ela tira as células mortas e ajuda a pele a receber melhor o tratamento. Cuidados pós-depilação também são indispensáveis. “Passe gel com azuleno na composição. Ele ajuda a diminuir o vermelhão e a irritação da pele”, diz.

Veja as opções de depilação e diga adeus ao bigode de uma vez por todas!

 

MOLA SPRING IT

Esse produtinho, que mais parece um cotonete gigante, funciona como uma pinça. A vantagem é que ele puxa vários pelos ao mesmo tempo. A molinha maleável permite que ele se adapte a qualquer rosto.

Como ele age: prende vários pelos de uma só vez e, quando o aparelho é girado, arranca-os pela raiz.

Intensidade da dor de 0 a 4: 2

Manutenção: A cada 15 dias


OBS: a blogueira Andreza Goulart fez um vídeo que explica como usar o Spring It

PINÇA

Para quem é indicado: para mulheres com poucos pelos. É útil para retirar os pelos resistentes a outras técnicas.

Como age nos pelos: eles são puxados um a um.

Intensidade da dor de 0 a 4: 3

LINHA EGÍPCIA

Para quem é indicado: para qualquer tipo de pele.

Como age no pelo: os pelos são envolvidos nas linhas e puxados da pele.

Intensidade da dor de 0 a 4: 4

CREME DEPILATÓRIO

Para quem é indicado: para todos os tipos de pele.

Como age no pelo: enfraquece a estrutura do pelo, fazendo com que ele quebre ou caia. Por ser uma química forte, pode irritar a pele. Por isso, é essencial fazer o teste no braço antes de usá-lo na região do buço.

Intensidade da dor de 0 a 4: 0

Dica: Não use com muita frequência. “Pode queimar a pele”, diz Daniela.

CERA QUENTE

Para quem é indicado: para quem tem a pele clara. Quanto mais morena a pessoa for, mais melanina o corpo produz. Assim, quando a cera é puxada, agride a pele e, como autodefesa, o corpo produz mais melanina naquela região, formando manchas.

Como age no pelo: a cera gruda nos pelos e os arranca ao ser puxada da pele.

Intensidade da dor de 0 a 4: 4

Dica: para evitar as manchas que podem surgir na pele, a dermatologista recomenda passar um creme antipigmentante 15 dias antes da depilação.


CERA FRIA

Para quem é indicado: para quem tem a pele clara.

Como age no pelo: assim como a cera quente, arranca os pelos da pele quando puxada.

Intensidade da dor de 0 a 4: 4

Dica: a cera fria também agride a pele ao ser puxada e pode manchar e irritar tanto quanto a cera quente. “Passar o gel com azuleno após a depilação é essencial”, reforça a dermatologista Daniela Hueb.

LASER

Para quem é indicado: todos os tipos de pele.

Como age no pelo: atua na estrutura e na raiz dos pelos enfraquecendo seu crescimento. São necessárias de três a seis sessões para amenizar o crescimento.

Intensidade da dor de 0 a 4: 4

Dica: a dermatologista Daniela Hueb indica a luz intensa pulsada para quem tem pele branca e pelos finos e escuros. Para peles mulatas e negras, ela recomenda o tratamento Ndyag. O diferencial do laser é a sua manutenção anual, enquanto outras técnicas exigem sessões a cada 15 dias.



DESCOLORANTE

Para quem é indicado: para mulheres com pouquíssimos pelos.

Como age no pelo: descolore os pelos da região deixando-os menos visíveis.

Intensidade da dor de 0 a 4: 0

Dica: Para que a sua pele não fique irritada, o ideal é passar uma fina camada de óleo de amêndoas antes de aplicar o descolorante.

A sobrancelha certa para cada formato de rosto e olho

Você não precisa manter sua sobrancelha ao natural para sempre, tampouco mudar o desenho dela conforme a moda. A verdade é que cada tipo de rosto – e de olho – pede dimensões diferentes. Respeitar essas exigências é a chave para transformar o olhar, rejuvenescer e ficar mais bonita.

“Certas mulheres têm a expressão facial confundida com tristeza, arrogância ou agressividade por causa de arcos mal desenhados”, afirma a designer Fátima Bahia, da Clínica Longevitá, no Rio de Janeiro. Veja qual o formato ideal para você seguindo as dicas da designer Rosemeire de Oliveira, consultora de desenvolvimento pedagógico do Instituto Embelleze.

Formato do rosto

Oval
Como o rosto é bastante harmonioso, o mais indicado são as ligeiramente angulosas, sem arquear demais.

Redondo
O segredo é evitar as muito finas, que acentuam essa característica. O apropriado é um desenho bem arqueado.

Longo ou retangular
O ideal para equilibrar o semblante é apostar nas retas, com pontas curvadas.

Triangular
É necessário marcar bem o desenho da parte mais alta da sobrancelha, como se fosse um acento circunflexo.

Triangular invertido
São duas as opções: seguir uma linha mais arredondada, como se fosse uma meia-lua, ou o formato arqueado.

Quadrado
O desenho pode ser mais natural, com um leve arredondado ou arqueado, sem marcar demais.

Siga à risca

Antes de se arriscar na frente do espelho sozinha, é necessário fazer algumas marcações no rosto para não errar na mão. “São basicamente três medidas que determinam o início, o final e o ponto mais alto do desenho da sobrancelha”, explica Rosemeire.

1. Para encontrar o início da sobrancelha, coloque o lápis na vertical na aba do nariz. Os pelos que estiverem na parte interna do risco devem ser removidos.

2. Coloque o lápis em diagonal, do canto do nariz ao centro da íris. Esse é o limite para arquear a sobrancelha.

3. Para finalizar, mantenha o lápis no centro do lábio superior, no canto externo do nariz e no canto externo dos olhos. Retire os pelos que passarem além desse ponto.

Formato dos olhos

1. Caídos
Pedem sobrancelhas altas, ou seja, devem ser afastadas dos olhos o máximo possível. Além disso, é necessário arquear a linha no último terço do desenho.

2. Juntos
Deve-se limpar bem a região entre as sobrancelhas, avançando ligeiramente além da linha da aba do nariz.

3. Asiáticos
Limpar apenas a parte de baixo dos pelos e tomar cuidado com o final do desenho, que costuma apresentar falhas ou ausência de fios.

4. Separados
Mantenha as sobrancelhas o mais próximo possível e não diminua o comprimento. Mantenha o formato reto, ou seja, sem arquear a sobrancelha.

5. Grandes
A regra é manter o desenho natural, sem nunca deixá-lo fino. Pode-se arquear levemente.

6. Pequenos
É importante limpar a parte de baixo das sobrancelhas (o que levanta o olhar), deixando o arco distante dos olhos. Desenhos muito grossos estão vetados.

Rinoplastia RJ - RIO - Cirurgia Plástica de Nariz - Cirurgia Plástica de Face - Cirurgia Plástica de Corpo - Cirurgia Plástica de Mamas - Consultório

"O Dr. Luciano B. Loss oferece uma ampla variedade de cirurgias e procedimentos para o aprimoramento estético da face, nariz, mamas, abdômen, contorno corporal e pele.
Atendendo pacientes do Rio de Janeiro, Niterói, São Paulo, Juiz de Fora, Belo Horizonte, Brasilia e demais regiões do Brasil.

O Dr. Luciano B. Loss oferece uma ampla variedade de cirurgias e procedimentos para o aprimoramento estético
da face, nariz, mamas, abdômen, contorno corporal e pele.
CONSULTÓRIO 1: Av. Afrânio de Melo Franco, 141 - sala 502 - Ed. Melo Franco Medical Center - Leblon - Rio de Janeiro - RJ (Em frente ao Shopping Leblon)
CONSULTÓRIO 2: Rua Coronel Moreira César, 229 - Sala 1510 - Shopping Icaraí - Icaraí / Niterói - RJ

Aviso: as imagens presentes neste site são meramente ilustrativas e não correspondem à pacientes reais.
Desenvolvimento:Rapport Digital & Consultor de SEO | Parceria:Academia Brasileira de Coaching

Link que indico: Drª Tatiana F. Assad Loss — Ortodontia e Odontopediatria - Aparelhos ortodônticos Invisalign - Speed - Harmony
Cirurgia Plástica do Nariz ( Rinoplastia) RJ - Rio de Janeiro | Cirurgia Plástica do Nariz ( Rinoplastia) RJ - Rio de Janeiro
Cirurgia plástica RJ - Rio de Janeiro | Rejuvenescimento Facial | Cirurgia de pálpebras - Blefaroplastia | Cirurgia plástica para Orelha em Abano
Cirurgia plástica para aumento dos lábios | Sorriso gengival | Cirurgia plástica de preenchimentos | Cirurgia plástica do queixo (mento)
Plástica do Abdomen | Cirurgia plástica de Lipoaspiração e Lipoescultura | Prótese de Glúteo | Dorso e Torsoplastia | Braços e Braquioplastia
Mamoplastia de aumento - Silicone RJ | Mamoplastia redutora Mastopexia mamas | Ginecomastia Preços de cirurgias plásticas